Paróquia de Fátima

Saiba como foi a vida espiritual dos pastorinhos de Fátima

Os pastorinhos reservam um momento de oração e encontro pessoal com Jesus Eucarístico

Foi na Paróquia de Fátima o lugar onde os pastorinhos foram batizados e inseridos na comunidade cristã. Ao entrar na Igreja, do lado esquerdo da porta principal, encontra-se a Pia Batismal onde Lúcia, Francisco e Jacinta foram batizados.

Na ocasião da vinda do Papa João Paulo II a Portugal, para a beatificação de Jacinta e Francisco, no ano 2000, enfatizou que os pastorinhos foram fiéis aos compromissos do
seu batismo.

O púlpito, lugar usado para a pregação, a pequena Jacinta também o usava para algo muito particular, era um dos seus lugares escolhido para se retirar e fazer adoração a Jesus escondido. Bem nos recorda Lúcia em seus relatos:

“Jacinta gostava de, durante o recreio, visitar o Santíssimo, mas dizia ela: Parece que adivinham. Logo que a gente entra na Igreja, é tanta gente a fazer-nos perguntas! Eu gostava de ficar muito tempo sozinha, a falar escondido com Jesus ” (pág 55, Memórias).

Encontro com Jesus

Este lugar bendito, muitas vezes, testemunhou anonimamente a santidade que diariamente era vivida pelos pastorinhos.

O sacrário (o mesmo do tempo dos pastorinhos), lugar onde está Jesus Eucarístico, Jacinta e Francisco passavam horas e horas a consolar Jesus, numa intimidade com Deus.

Tão significativo foi a paróquia de Fátima aos pastorinhos, que aproveitavam de todas as ocasiões para, escondidos, estar na presença de Jesus. Tais atitudes dessas crianças nos provoca a refletir sobre a nossa espiritualidade eucarística, como nos encontramos na busca da íntima comunhão com Jesus.

Na alma dos pequenos, ardia o desejo de estar com Jesus, de fazer a Ele companhia para consolá-Lo. Tal era o sofrimento e as saudades de Francisco, já enfermo e impossibilitado de ir até a Igreja Paroquial para adorá-Lo, eis o que ele dizia a Lúcia:

Depois que adoeceu, dizia-me, às vezes, quando, a caminho da escola, passava por sua casa: “Olha, vai à Igreja e dá muitas saudades minhas a Jesus. Do que tenho mais pena é de não poder já ir e estar uns bocados com Jesus escondido” (pag 156, Memórias).

Paróquia de Fátima

A igreja paroquial de Fátima, cheia de significado para todos que por ali passam e que desejam fazer uma experiência profunda com Deus, tendo como motivação o
exemplo dos pastorinhos a ser seguido.

Entre várias imagens do interior da paróquia, está a de Nossa Senhora do Rosário, e irmã Lúcia rezava muito diante dessa imagem. De modo particular, depois de confessar-se pela primeira vez, em preparação para a primeira comunhão, relata em seus escritos que essa imagem lhe sorriu. A imagem também é conhecida como Nossa Senhora do Sorriso.

No exterior da Igreja, está a antiga casa paroquial, lugar onde Lúcia se sentiu mais segura, e contou ao pároco o que havia visto na Cova da Iria a 13 de maio de 1917.

Também se encontram expostas para o culto as imagens de Nossa Senhora de Fátima, Coração Imaculado de Maria, Sagrado Coração de Jesus, Santa Teresa de Ávila, São José, Nossa Senhora das Dores, São Miguel, Nossa Senhora do Carmo, Jesus Ressuscitado, Jesus Crucificado e o Menino Jesus de Praga.

Por que para peregrinar é preciso conhecer?

É importante saber sobre os lugares onde peregrinamos, para usufruir de todo significado que ele possui, os lugares sagrados nos fortalece na fé. É partir dele, que levamos no coração a certeza de ter experimentado tudo o que Deus já havia reservado para nós, e apesar das saudades e do desejo de a ele retornar, é certo que os momentos vividos foram únicos e capazes de tocar a alma e nela permanecer.

“ … com o coração esmagado de saudades, despedir-me de todos os nossos terrenos, bem certa de que era a última vez que os pisava: do Cabeço, da Rocha, dos Valinhos, da Igreja Paroquial, onde o bom Deus tinha começado a obra da Sua misericórdia; e do Cemitério, onde deixava os restos mortais do meu querido pai e de Francisco, que ainda não tinha podido esquecer. (pg 115, Memórias)

Nilza e Gilberto Maia
Missionários da Comunidade Canção Nova

↑ topo