Reflexão

Como podemos nos relacionar com a Virgem Maria no dia a dia?

A Virgem Maria deve se fazer presente em nossa vida

Como eu posso me relacionar com a Virgem Maria no dia a dia

Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Estamos vivendo uma graça muito grande neste ano. No Brasil, comemora-se o jubileu dos trezentos anos da aparição da Virgem Aparecida; em vista disso, instituiu-se o Ano Mariano.

Nas palavras do Papa Francisco, “Deus ofereceu ao Brasil a sua própria Mãe”. (Papa Francisco).

Não é apenas mera data comemorativa, lembranças dos homens a eventos ou homenagens a Nossa Senhora, mas, acima disso, significa que Deus está derramando graças, de forma especial sobre o nosso país, por intermédio de Maria, a mãe de Jesus.

Costumo dizer, até mesmo, que são as realidades celestes que motivam as terrestres, ou seja, quando os homens têm iniciativas como estas, foi antes o mundo espiritual que inspirou o coração desses homens para tal acontecimento. Portanto, creia! Nesse ano, de forma especial, aqueles que se achegarem a Nossa Senhora receberão graças de Deus pelas mãos da Virgem Maria, e arrisco-me a dizer, mais grandiosas e em maior quantidade do que em outras épocas.

É como se o céu nos dissesse: “O tempo para mim não existe, mas existe sim no plano humano. Então, fiz desse tempo um momento especial para lhes dar muitos favores, muito mais do que vocês pedem, e que seja por intermédio da Imaculada Virgem Maria”.

Portanto, de nossa parte, cabe nos aproximarmos de Nossa Senhora. E mesmo você que já se considere próximo dela, aproxime-se mais ainda, porque Deus quis derramar, neste tempo, Suas bênçãos, de forma especial, pelas mãos dela.

Maria no dia a dia

Como aproximar-se de Maria? Como relacionar-se com ela no dia a dia? Quando temos o desejo de nos aproximar de alguma pessoa, geralmente nós ficamos mais atentos a ela, buscamos ficar mais perceptivos ao que essa pessoa gosta, quais assuntos chamam mais sua atenção, ficamos antenados ao seu jeito de fazer as coisas. Para se relacionar com Nossa Senhora não é diferente. Pensemos, então, no que agrada Nossa Mãe do Céu.

Ela mesma, em várias aparições, pede que homens e mulheres do mundo todo rezem o Santo Rosário. Portanto, deve ser a oração preferida dela. Quem quer se relacionar com Maria, deve rezar o terço.

Invocá-la nas coisas mais simples e colocar-se a serviço

Nos Evangelhos, vemos que as manifestações de Deus na vida de Maria – a visita do anjo, o Espírito Santo que cobre Isabel e João Batista ainda no ventre de sua mãe, o primeiro milagre de Jesus – acontecem quando ela está envolvida com trabalhos simples, trabalhos domésticos.

Na anunciação, ela estava em seu lar. Supomos que seus pais não estivessem em casa, por dois motivos: pelo texto não citar mais ninguém na casa, mas, principalmente, pela grandiosidade do evento. Seria conveniente encontrar Maria sozinha em vista do diálogo que tiveram.

Perguntamo-nos: ela estava fazendo o quê? Ela que era noiva. Provavelmente, estava arrumando a casa e cuidando do enxoval do seu casamento.

Na sua visita a casa de Santa Isabel, a intenção de Maria era ajudar sua parenta, já avançada em idade no tempo da gravidez. Diz ainda o texto “Maria ficou com Isabel cerca de três meses (Lc 1,56)”, pois quando ela chegou a casa de Isabel, sua prima estava por volta de sexto mês de gestação (cf. Lc 1, 26), ou seja, ficando até o nascimento do menino.

O que Maria ficou fazendo na casa de uma anciã que estava grávida? Com certeza, serviços domésticos.

Nas Bodas de Caná, como ela ficou sabendo que o vinho estava em falta, se nem o chefe dos serventes ainda sabia? “Provou da água tornada vinho, não sabendo de onde era” (Jo 2,9). Nem viu os serventes enchendo talhas com água. Provavelmente, porque Maria estava ajudando a servir.  Ora, tudo isso prova que não são situações pontuais na vida de Nossa Senhora, mas que ela constantemente se colocava como serva (cf. Lc 1,38).

Isso quer dizer também que Nossa Senhora quer estar junto com você, ajudá-lo nas tarefas mais simples, nos trabalhos mais corriqueiros, porque neles existe uma fórmula, um modo de nos fazer mais simples de coração, humildes e ainda mais servos para o próximo, assim como Maria.

Podemos até ter um trabalho intelectual complexo, e isso é necessário também no mundo, mas não se isente de ajudar os outros em suas primeiras e mais básicas necessidades, desde sua própria casa, sua família.

Uma faxina, um conserto, carpir um terreno, preparar um alimento, fazer algo que ninguém quer fazer, para os familiares ou os de fora de casa, isso nos faz lembrar que do pó viemos e ao pó voltaremos.

Que dignidade e nobreza não estão representadas no que produzimos de grandioso, mas no quanto estamos dispostos a construir a dignidade e o valor dos outros, desde as necessidades básicas. E Nossa Senhora está lá, nessas coisas simples. Isso diz dela: chame-a e ela estará com você nesses momentos.

Tratá-la como mãe

Quando éramos crianças, não fazíamos nada sem a permissão da mãe. Não comece nada sem pedir a bênção da Mãe do Céu.

Vai fazer um bolo? Peça a intervenção de Nossa Senhora e reze uma Ave-Maria.

Vai ter uma conversa, tratar algo importante com alguém? Peça a mediação de Maria e reze uma Ave-Maria.

Quando for fechar um negócio ou antes de uma reunião, peça a intervenção de Nossa Senhora e reze uma Ave-Maria.

Quando for ao supermercado ou num shopping, peça que Nossa Senhora vá à frente, escolhendo os itens de que você precisa.

Vai ao médico? Peça que Maria providencie o diagnóstico e o remédio, rezando uma Ave-Maria.

Peça a sabedoria do Alto por meio da Mãe Aparecida, em todas as coisas que for fazer. A vocação de Nossa Senhora é ser mãe e, no alto da cruz, Jesus confiou a ela a maternidade espiritual de todos os seres humanos.

Muito a alegramos quando a tratamos como nossa mãe, mãezinha querida, e não só nos afazeres e decisões, mas quando nutrimos amor por ela e a introduzimos em nosso cotidiano para tê-la por perto, aumentando o vínculo.

Embora seja ela que sempre se adianta a nós, com seu amor materno e em nossas necessidades, o ato de olharmos para ela com desejo de crescer na intimidade, será nossa resposta ao seu amor, que, com certeza, será muito bem recebido e querido por ela.

Que Maria o guarde e proteja!

Sandro Arquejada
Missionário da Comunidade Canção Nova

↑ topo